Pai nosso, que estás nos céus!

Vocês, orem assim: ‘Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome.’

PENSAMENTO:

O fato de que Deus é o Pai "nosso" nos lembra que nenhum de nós

segue Deus como filho único. Fazemos parte de uma irmandade. Somos

membros de uma família. Cada filho de Deus é irmão de todos os

outros filhos de Deus. Como qualquer família, podemos passar por

conflitos e diferenças. Mas, se somos filhos do mesmo Pai, "nosso"

Pai, então somos irmãos e temos que resolver nossas diferenças e

conciliar nossos conflitos. Apenas Jesus podia ser chamado filho

único. Se alguém tinha motivos para não aceitar "outros" irmãos,

esse alguém era Ele. E foi Ele mesmo que teve de se sacrificar

para que nós pudéssemos gozar desse privilégio. Se Jesus consegue

nos aceitar, com certeza nós podemos aceitar uns aos outros. Cada

vez que oramos para "nosso" Pai vamos lembrar disso.

Ore:

Pai, eu sei que às vezes quando falo com o Senhor eu sinto como

se eu fosse um filho único. Obrigado por me lembrar dos meus irmãos

e por me dar um exemplo tão poderoso no amor do nosso irmão maior

Jesus. Não há nenhuma outra família como a nossa. Louvamos e

agradecemos ao Senhor em nome e por amor a Jesus. Amém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s