A Força do Perdão

Perdoar
É muito mais que estender a mão
E dizer eu te perdôo meu irmão
Usar a voz é fácil apertar a mão também
O difícil é revelar o coração
Mas se o coração perdoa é fácil perceber
Pois o coração é cúmplice do olhar
Perdão que sai do coração
É jóia rara de encontrar
E está na sinceridade de um olhar

Se eu te machuquei, reconheço que errei
só agora percebi quanto mal eu te causei
Como vou falar de amor se eu não souber amar
Eu preciso de você para me ensinar
Eu me arrependi e revelei meu coração
Agora é sua vez de me ensinar uma lição
Preciso de você pra conhecer a dor ou conhecer a força do perdão.

As marretadas e o foco

Falando de gente malvada, alguém já disse com alguma ironia que ninguém é completamente inútil: na pior das hipóteses, pode servir de exemplo negativo. Mas, falando sério, para que será que serve a maldade? Todos concordam que seria melhor não existir maldade, assim:

“Deus viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom.” ¹

Diante disso, surgem algumas perguntas que vêm incomodando a humanidade e que certamente também já incomodaram você:

De onde vem a maldade?

Se Deus não quer a maldade, por que não acaba com ela?

Onde está Deus quando acontecem malvadezas?

Será que nessa hora o Mal, seja ele quem for, ficou maior do que Deus?

Dá para se confiar num Deus assim?

Será que ele existe?

Perguntas graves, que mexem diretamente com a nossa vida.

A falta de resposta leva uns à indiferença, outros ao desespero, e ainda outros ao extremo de aderir à maldade, talvez para se defender, talvez para se vingar.

Existe uma resposta surpreendente para isso no seguinte episódio:

O antigo império babilônico era conhecido pela violência. Avançava sobre os vizinhos em guerras de conquista, por pura maldade e ganância de dominar o mundo. Numa dessas também arrasou o pequeno reino de Judá/Israel. E Deus, o Deus de Israel, o Deus vivo, onde estava e o que fez? Vejam só, Ele mandou um recado àquele império:

“Você que vive junto a muitas águas e está rico de tesouros, … você é o meu martelo, a minha arma de guerra.” ²

Acho que ser chamado de martelo não é propriamente um elogio. O martelo é uma ferramenta grosseira, bruta, sem sombra de inteligência, que só sabe bater. Aliás, nem isso sabe – o martelo só bate quando alguém o pega na mão e o usa.

E foi o que Deus fez com a Babilônia, no caso. O texto acima continua assim:

“Com você eu despedaço nações, com você eu destruo reinos…” ³

Aquele reino de Judá que os babilônios arrasaram estava caindo de podre e Deus teve de removê-lo para poder depois restaurá-lo devidamente. E já que a Babilônia queria fazer isso mesmo, Deus deixou – para que sua maldade ficasse sob controle e dela ainda brotasse algo de bom. O que não quer dizer aprovação: isso é outra história. No primeiro texto que citei há uma interrupção (…). Lá consta o seguinte:

…tesouros, chegou o seu fim, a hora de você ser eliminado.” 4

Em seguida, Deus explica que seu propósito é criar e não destruir. A maldade tem limites. Para nós, a questão é de foco: quando este está em Deus, até mesmo a maldade dos outros será um instrumento para o nosso bem. Já quando o foco somos nós mesmos, então

cuidado, porque a nossa própria maldade pode acabar conosco.

Pelo menos por enquanto, a maldade está aí, dentro e em torno de nós. Entretanto, podemos escolher se queremos ser só marreta (descartável!) ou se permitiremos que Deus use até mesmo o mal para nos restaurar.

Referências da Bíblia: ¹ Gênesis 1.31; ² Jeremias 51.13a,20a; ³ Jeremias 51.20b; 4 Jeremias 51.13b

você compraria esse carro? pois ele é o carro do futuro…

Parte inferior do formulário

Carro-conceito verde parece uma latinha de refrigerante

Solar Coco, modelo futurista concebido por designers chineses exibe paineis solares capazes de captar a luz do sol e transformá-la em combustível limpo

Você já se imaginou dirigindo um carro como o da foto deste texto? Bom, talvez você nem tenha percebido que a imagem é de um veículo, não é mesmo? Pois os designers chineses Jin Yuanbiao, Gang Tang e Su Sha criaram o Solar Coco, um carro conceito movido a energia solar.

A ideia dos criadores é bastante futurista: há espaço para apenas dois passageiros, e não há porta-malas. O modelo rodaria pelas ruas da cidade como se fosse uma gigante latinha de refrigerante.

O carro-conceito também teria boa parte revestida por paineis solares capazes de captar a luz do sol e transformá-la em combustível limpo, minimizando a emissão de gases nocivos ao meio ambiente.

O projeto parece um pouco distante de se tornar realidade, mas não podemos duvidar do avanço da tecnologia e do poder das ideias curiosas de alguns inventores.

Seus problemas acabaram, Igreja Universal oferece “Drive-Thru da oração”

A iniciativa começou no Texas, nos Estados Unidos, e agora chega ao Brasil

A IURD da Vila Mariana, na zona sul de São Paulo (SP), foi inaugurada no mês de abril e chama a atenção dos pedestres e motoristas não somente pela beleza de sua arquitetura, mas também por aderir ao método evangelístico do “Drive-Thru da oração”. O procedimento é simples: o ocupante do automóvel recebe um folheto de apresentação da Igreja, com informações sobre as reuniões e, de dentro do carro, explica para o pastor o problema que tem vivido, recebe oração deixa a “doação” e segue viagem.

A iniciativa surgiu nos Estados Unidos, em 2006, em igrejas localizadas à beira de rodovias movimentadas, e começou a ser feita também pelo bispo Renato Cardoso, responsável pela IURD de Houston, no Texas. “Como aqui em Houston pouco se vê pessoas nas ruas, só carros, então tivemos essa ideia”, explica o bispo.

Para o pastor Osvaldo Volpini (foto à esquerda), responsável pelo trabalho da IURD da Vila Mariana, a escolha pelo método evangelístico se deu pela localização do templo, que fica em uma avenida movimentada. “Nós percebemos que durante o tráfego intenso, os carros ficavam parados na frente da igreja, então, colocamos faixas sinalizando o “Drive-Thru” e os motoristas começaram a entrar para receber orações”, explica. De acordo com o pastor, o trabalho começou há pouco mais de uma semana

O trabalho é intensificado no horário de pico, entre 18h e 20h, período em que há maior fluxo de carros e congestionamento na região. Thiago Sapadjian, de 28 anos, é um dos voluntários do “Drive-Thru da oração”, e diz perceber um interesse da parte dos motoristas, que são surpreendidos com o convite inusitado. Muitos, por curiosidade, aceitam a oração rápida e acabam voltando depois para participar da reunião. “Realmente essa ideia de evangelização foi algo inédito, pois todos que passam aqui na frente acabam olhando para igreja e muitos que estão vivendo situações difíceis nos procuram para receber um ‘apoio’ espiritual”, conta Thiago.

Os pedestres também são convidados a entrar, colocar o nome no livro de oração e receber a intercessão. A costureira, Luciene Oliveira Freitas, de 60 anos (foto à esquerda), conta que, um dia antes, passava a pé pela calçada da igreja desesperada por causa de problemas financeiros. Ao aceitar o convite dos voluntários, desabafou com o pastor, ouviu uma palavra de fé e, no outro dia, os clientes que estavam devendo dinheiro para ela foram até a sua oficina para acertar os débitos. “Foi maravilhoso. Todos vieram de uma vez e me pagaram. De ontem para hoje eu já tive uma resposta. Por isso voltei, para assistir a reunião e agradecer a benção recebida”, diz.

Cleo Pires será capa da edição de 35 anos da “Playboy”

A atriz Cleo Pires, 27, assinou nesta segunda-feira (7) o contrato para fazer um ensaio de nudez e estampar a capa de agosto da "Playboy". A edição especial celebra os 35 anos da revista masculina no Brasil.

As fotos serão feitas por Bob Wolfenson e Jacques Dequeker no Rio de Janeiro.

Como vai ser uma das protagonistas da próxima novela das seis na Globo, Cleo recusou a sugestão da revista para fazer o ensaio na Europa.

A atriz Cleo Pires, que vai ser a capa da edição especial de 35 anos da "Playboy" no Brasil

Twitter será usado para divulgar lista dos ‘fichas-sujas’

Iniciativa da Procuradoria Eleitoral do Rio pode se espalhar pelo país; Lula sancionou projeto que barra candidatos condenados

A Procuradoria Regional Eleitoral do Rio lançou uma iniciativa que pode em breve se espalhar pelo país. Os procuradores fluminenses vão utilizar o Twitter, rede social de microblogs na internet, para divulgar a lista de candidatos com processo na Justiça , os chamados "fichas-sujas". Também serão publicadas informações sobre candidaturas indeferidas e orientações de como denunciar irregularidades na campanha.

O objetivo é atingir o eleitorado jovem, que frequenta as redes sociais. A procuradora eleitoral Silvana Batini disse ao jornal O Globo que a iniciativa vai ajudar na escolha de bons candidatos.

O presidente Lula sancionou na sexta-feira, sem vetos, a lei Ficha Limpa, que impede a candidatura que quem tenha sido condenado em segunda instância. A implementação da lei dependerá de decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ainda não está claro se a lei vale para as eleições deste ano e se atinge políticos que já tenham condenação em segundo instância. l

5 milhões de tweets citam candidatos em 7 dias

Os presidenciáveis José Serra (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PV) tiveram menções em 5 milhões de perfis no microblog Twitter no período de 25 de maio a 31 de maio, segundo pesquisa feita pela empresa E.LIfe.

O número não se refere ao total de seguidores, uma vez que Serra é acompanhado por 246.238 perfis, Dilma por 75.787, e Marina, por 57.530.

Na pesquisa, Dilma teve 1.747.000 menções, Marina foi assunto de 1.630.000 posts, e Serra, por 1.580.000.