7 lições de conversão que podemos aprender com eye tracking

O estudo de eye tracking pode ser revelador para o desempenho de sua página. Aqui vão algumas dicas para aumentar suas conversões

Você já viu os relatórios de eye tracking, mas já fez alguma vez você já participou de um teste de eye tracking?

As chances são de que você não tenha participado. Embora eles sejam caros e demorados, é possível aprender muito com eles.

Uma coisa que podemos aprender estudando os testes de eye tracking é que existem uma série de semelhanças na forma em que as pessoas mexem os olhos, não importando o website em que eles estejam.

Se você pegar os dados de rastreamento ocular e aplica-lo ao seu website, você pode aumentar a sua taxa de conversão.

Aqui estão 7 coisas que você pode aprender com os estudos de eye tracking.

Lição #1: tenha cuidado em como você usa as pessoas

Os bancos de imagens são populares por terem milhares, se não milhões de imagens de pessoas. E há uma boa chance de que você utilize uma foto de alguém eu seu website.

Mas, você sabia que o uso de imagens de maneira incorreta pode diminuir a taxa de conversão de sua página?

Os olhos têm grande influência no comportamento do usuário.

Se você olhar para a imagem acima, você vai perceber que a pessoa está olhando para você. Por esse motivo, existe uma chance muito grande de você olhar de volta para a pessoa, e não para o produto.

Os olhos têm grande influência no comportamento do usuário.

Agora, se você olhar para essa nova imagem, vai perceber que a mulher está olhando para o produto. Nada mudou na imagem exceto os olhos da modelo.

O eye tracking mostra que a direção do olhar do modelo obriga você a olhar para o produto.

A mesma coisa serve para call to action. Se você estiver usando imagens de pessoas, certifique-se que seus olhos estão olhando para o seu elemento mais importante na página, como os formulários e botões de call to action.

Lição #2: as pessoas adoram mídia

De imagens a vídeos as pessoas gostam de mídia. Se você colocar mídia em uma página, as pessoas estão mais propensas a se concentrarem nela em relação ao texto da página.

Basta olhar como era o nosso comportamento nos resultados de busca antes do Google começara mostrar imagens e vídeos nos resultados de busca.

As pessoas adoram imagens e vídeos

E aqui está o que aconteceu com seus olhos quando eles acrescentaram os vídeos.

As pessoas adoram imagens e vídeos

E aqui está o nosso comportamento quando, além de tudo eles acrescentaram as imagens dos produtos em seus resultados de buscas.

As pessoas adoram imagens e vídeos

O que podemos aprender com isso é que o uso de mídia (imagens e vídeos) pode ser bom, mas você tem que ter cuidado com a maneira em que as utiliza.

Se você está usando mídia para ajudar a vender os seus produtos ou serviços isso é ótimo. Mas se a mídia for uma distração, você vai diminuir as suas taxas de conversão.

Um bom exemplo de como usar as mídias a seu favor são os vídeos explicativos. O Crazy Egg usou esse tipo de vídeo e teve um aumento de receita mensal de 21 mil dólares.

Esse tipo de vídeo funcionou bem porque ele promoveu o uso do Crazy Egg.

Lição #3: conheça seu público

Você sabia que mulheres e homens se comportam de maneiras diferentes ao verem uma imagem? Vamos à explicação.

Homens e mulheres têm comportamentos diferentes.

Olhe para a imagem acima por apenas 1 minuto. Você consegue adivinhar para que os homens e as mulheres olharam? Se você ver a imagem abaixo, verá que os homens olharam mais tempo para os seios do que as mulheres.

Homens e mulheres têm comportamentos diferentes.

Isso pode parecer óbvio para você, mas se você olhar as imagens abaixo, verá que as mulheres concentraram seus olhares no dedo anelar.

Homens e mulheres têm comportamentos diferentes.

O propósito dessa lição de eye tracking é ajudar você a entender que as mulheres olham para imagens e páginas web de forma diferente dos homens.

Apesar de ser muito difícil detectar se o visitante é homem ou mulher, você pode concentrar os seus esforços de otimização de conversão em direção a um gênero específico.

Por exemplo, Timothy Sykes sabe que 98% de seus clientes são homens. Portanto, ele concentra toda a sua otimização de conversão e táticas de marketing em torno dos homens.

Se você não tem certeza dos dados demográficos gerais de seus visitantes, você pode usar o Survey Monkey ouQualaroo para descobrir se os seus visitantes são homens ou mulheres.

Lição #4: a simplicidade é sofisticada

Onde você coloca o seu texto, imagens, produtos e, até mesmo os botões de call to action?

Nós vimos como as imagens dos olhos das pessoas podem nos ajudar, mas simplificar um pouco as coisas pode ajudar também.

A simplicidade pode ajudar

Se você olhar para a imagem acima, vai notar que seus olhos se concentram no nariz da pessoa, o telefone e o logotipo da Prada.

O fotógrafo criou um fluxo de visualização natural, mantendo o foco na simplicidade.

Você pode fazer o mesmo com o seu projeto para aumentar as suas taxas de conversão.

Remova elementos desnecessários ou texto em excesso na sua página e reduza o número de cores diferentes que você usa no seu projeto para controlar o comportamento das pessoas em seu website.

Lição #5: as pessoas leem da esquerda para a direita

Você sabia que as pessoas navegam nas páginas da web apenas 10 ou 20 segundos antes de sair?

Baseado no fato de que a maioria das pessoas pode ler 250 palavras por minuto, uma pessoa lê em média 40 a 80 palavras antes de abandonar uma página.

O usuário médio da web também gasta 69% do seu tempo olhando para o lado esquerdo de uma página na web, o que significa que seus elementos mais importantes precisam estar desse lado.

Dê mais importância ao lado esquerdo da página.

A sua mensagem mais importante deve estar no topo da página e, de preferência do lado esquerdo.

Você precisa testar o que funciona melhor para você colocando elementos importantes no lado esquerdo e limitando a quantidade de texto que você usa.

Lição #6: como o corpo funciona

Você viu que a posição do olho afeta o que você olha, mas você sabia que o posicionamento do corpo pode ter um impacto maior do que o movimento dos olhos?

Basta olhar para as imagens abaixo.

O posicionamento do corpo é muito importante no resultado.

O posicionamento do corpo é muito importante no resultado.

Como você pode ver, o posicionamento estratégico da face do bebê, a descrição do produto e a imagem da página chama atenção para o produto.

Se você está pensando em usar imagens de pessoas em suas páginas de destino, não basta fazê-los olhar para seu produto ou serviços, uma vez que toda a linguagem corporal afeta o comportamento do usuário.

Mais uma vez você precisa testar isso, mas os resultados iniciais funcionam muito bem. KimberlySnyder.net fez recentemente um teste A/B de sua página inicial em que eles usavam uma imagem de uma pessoa que incentivava o usuário a clicar no botão de call to action.

As imagens ajudam na conversão

Os resultados obtidos foram o aumento de 13% em conversões.

Lição #7: as pessoas adoram notas manuscritas

Você se lembra de escrever e desenhar notas como uma criança? Mensagens desenhadas à mão como essas:

Manuscrito pode evolver melhor as pessoas.

Acredite ou não, quando as pessoas leem estes rabiscos isso faz com que elas olhem para o que você quer que elas vejam. Você tem apenas que certificar-se de incluir as setas desenhadas à mão em sua mensagem.

Manuscrito pode evolver melhor as pessoas.

Se você gosta de mensagens desenhadas à mão, seja em uma perspectiva de design ou por gosto pessoal, você deve considerar um teste. As chances são de que você estava intrigado e altamente engajados quando você ler a mensagem escrita à mão.

A lição do eye tracking

Não importa que as alterações feitas em seu website, tente testes A/B para certificar-se que melhora suas taxas de conversão.

Copiar os exemplos acima sem testá-los é uma má ideia, uma vez que, só porque algo funcionou para uma pessoa não significa que vai funcionar para você.

Se você não pode se dar ao luxo de realizar um estudo de eye tracking, você pode tentar alguns heatmaps que podem produzir resultados semelhantes.

___

Este artigo foi adaptado do original, “7 Conversion Lessons Learned From Eye Tracking” do QuickSprout.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s