Americana atropelada processa o Google

Uma moradora de Park City, em Utah, nos Estados Unidos, está processando o Google sob o argumento de que foi atropelada, em janeiro do ano passado, por seguir as direções oferecidas pelo serviço de mapas da empresa.

A mulher tinha o hábito de usar o Google Maps em seu Blackberry. No processo, alega que, em um dos caminhos selecionados, a ser feito a pé, foi incluída na rota a estrada Utah State Route, que não possui calçadas.

Ela seguiu caminhando pela estrada cheia de automóveis em alta velocidade até ser atingida por um carro. Agora, está pedindo indenização tanto do motorista que a atingiu bem como do Google, por ter sugerido a rota perigosa. O valor exigido chega a US$ 100 mil.

O Google Maps alerta para a possibilidade de ausência de acostamento, mas a mulher afirma que não viu o aviso na tela de seu BlackBerry.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s